EXISTE UM ALINHAMENTO NATURAL E NORMAL DA COLUNA, NA QUAL AS VÉRTEBRAS APRESENTAM UMA POSIÇÃO TÓPICA EM RELAÇÃO A OUTRA. ESTA ESTABILIDADE DECORRE DA FUNCIONALIDADE DE ESTRUTURAS ÓSSEAS, LIGAMENTARES E ARTICULARES.

ALGUMAS SITUAÇÕES COMO TRAUMAS, MALFORMAÇÕES CONGÊNITAS, DEGENERAÇÃO, ENTRE OUTRAS, ENCONTRAMOS UM DESALINHAMENTO OU ESCORREGAMENTO DE UMA VÉRTEBRA SOBRE OUTRA. ESTA SITUAÇÃO DENOMINAMOS ESPONDILOLISTESE.

ESTE DESALINHAMENTO PODE DETERMINAR COMPRESSÃO DE RAÍZES NERVOSAS. SEUS SINTOMAS SÃO DORES LOMBARES COM OU SEM IRRADIAÇÃO PARA MEMBROS INFERIORES.

QUANDO SINTOMÁTICAS, E QUANDO O TRATAMENTO CONSERVADOR FALHA, INDICAMOS TRATAMENTO CIRÚRGICO QUE CONSISTE NA DESCOMPRESSÃO DAS RAÍZES NERVOSAS COM ESTABILIZAÇÃO DA COLUNA.

 

Observe o deslocamento entre L5 e S1

listese

Espondilolistese L5-S1 corrigida com utilização de parafusos pediculares e CAGES em espaço do disco

 

listese

Espondilolistese em segmento L5-S1 e protrusões L4-L5 e L3-L4

 

  1. Dirval francisco da silva says:

    Olá Doutor, fiz uma RM deu Discopatia degenerativa (L4-L5, L5-S1) de maneira mais importante l4-l5 retificando a face ventrolateral do saco dural e discreta espondilose com retificação da curvatura lombar fisiológica reação osteo-hipertrofica das interfacetarias de L4-L5-L5-S1 Osteofito marginais anteriores nos corpos verterbrais de L3aS1 Desidrataçao discal com redução nos espaços intervertebrais de L4-L5-L5-S1, L4-L5 abaulamento discal posterior com maior componente em situaçao paramediana a esquerda , retificando a face ventrolateral do saco dural,não consigo realizar nenhum tratamento, pois quando procuro um médico a resposta é sempre a mesma: cirurgia. Estou tentando fazer hidroginástica Porém tenho muita dor quemaçao nas nadegas queria saber se a hidro faz bem ou pode piorar, não consigo fazer exercícios físicos, sinto falta deles em minha vida, mas nenhum médico orienta um tratamento que não seja cirúrgico. Já não tenho qualidade de vida, passo alguns dias sem sentir nada, mas basta um esforço pequeno, lá vem de novo o sofrimento, e dias e dias de medicação, injeções para dor… um martírio, não aguento mais viver assim. Quando não estou em crise, faço caminhadas de forma leve e até 30 minuto , me sinto muito bem ate o corpo esfriar daí uso bolsa de água quente Minha pergunta é: o que siguinifica a minha RM e quais exercícios físicos posso realizar, diante desse quadro? Desde já agradeço Dirval silva Amparo SP

    • Franz Onishi says:

      Durval, para coluna damos preferência para hidroterapia pois existe menos carga e impacto. Existem modalidades de tratamento que visam a melhora da dor, sem necessidade de cirurgias convencionais. Marque uma consulta para que possamos avaliá-lo melhor.

  2. Graziele says:

    Há 20 anos fui submetida a cirurgia para enxerto de ossos neste caso. A minha situação é idêntica ao que mostra a radiografia, atualmente está sendo reavaliada para uma segunda cirurgia.

    • Franz Onishi says:

      Há 20 anos os recursos existentes para a correção de espondilolisteses eram bastante limitados. Hoje em dia utilizamos geralmente parafusos e cages para correção e manutenção da estabilidade da coluna. Para correta avaliação marque uma consulta, eventualmente podemos tentar tratar os sintomas com técnicas menos invasivas que a cirurgia convencional

  3. slvia pereira says:

    fiz uma cirurgia de artrodese na l4 l5 S1,ha dois anos e meio.mas agora venho sentindo fortes dores.no lado esquerdo proximos a costela.ai o meu medico pediu uma RM.ai fiz e deu que eu to com sinais de discopatia em l4 l5 e l5 S1.ai eu fico preocupada e passa mil coisas na cabeça,,mesmo eu ja tenha operado.as mesmas ocorreu isso.preciso de ajuda.pra entender melhor tudo isso.obrigada!!!!

    • Franz Onishi says:

      Olá,
      Em alguns casos, dependendo do tipo e grau de espondilolistese presentada, pode haver tratamento sem “pinos” na coluna sim! Agende uma consulta

    • Franz Onishi says:

      Ola Fabricio,
      O tratamento da espondilolistese pode se dividir em clínico e cirúrgico. O tratamento cirúrgico envolve a descompressão de nervos e a correção da espondilolistese com parafusos e hastes.

    • Franz Onishi says:

      A espondilolistese não é um achado normal na coluna. O seu tratamento vai depender do grau de espondilolistese e dos sintomas. Nem todas espondilolisteses devem ser tratadas.

  4. janilton says:

    Olá, tenho espondilolistese em l5s1, não sei o que faço, volta e meia estou em crise, gerando atestado, tendo que me afastar do trabalho, ja perdi dois empregos por conta disso, sem falar nas complicações que comecei a desenvolver devido as altas doses de antiinflamatorios e relaxantes, sinto dores fortissimas constantes, nem me lembro mais quando fiquei sem dor na lombar, tenho 38 anos, sou enfermeiro e ja pesquisei inumeras tecnicas cirurgicas pouco invasivas, inclusive atletas submetidos a ela e voltaram à suas atividades desportivas, eu só quero um pouco de qualidade de vida. Pode me ajudar?

    • Franz Onishi says:

      Olá JAnilton.
      Deve se tratar de espondilolistese istmica ou displásica, na qual existe alguma malformação óssea. Marque uma consulta conosco para que possamos analisar melhor seu caso.
      Tratando-se de lesões de alto grau, prefiro cirurgia aberta, pois permite melhor descompressão e correção eventual da listese.
      Att

  5. Delma says:

    Dr. Franz, boa noite, tenho uma vértebra escorregada, instabilidade e pseudoartrose, fiz 2 vezes artrodese l4 a s1, mas os pinos soltaram, em janeiro 2014 foi retirado o material, ficou o cage, mas as dores continuam, principalmente no glúteo direito e surgiram mais 3 hernias na cervical, o que o Senhor sugere?

    • Franz Onishi says:

      Delma, se houver ainda sinais de instabilidade, talvez nova cirurgia seja uma opção, apesar de que após cirurgias prévias, o bom resultado seja um pouco mais difícil de se obter.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>