DVP

Sistema de DVP – existem sistemas adequados para crianças e idosos, conforme especificação de pressão da DVP

É feita um incisão abdominal até encontrarmos o peritôneo, membrana que recobre as vísceras e que possui alta capacidade absortiva. Um túnel é feito da incisão abdominal até uma segunda incisão no crânio, por onde passará o fino tubo que desviará o líquido em excesso da cabeça. Um pequeno orifício é feito no crânio para que possamos atingir os ventrículos com um catéter. Todo o sistema é conectado. O procedimento demora cerca de 50 minutos.
image

    • Franz Onishi says:

      Para analisar seu quadro, precisamos realmente entender o processo pelo qual está passando. Agende uma consulta para que possamos conversar melhor!

    • Franz Onishi says:

      Ola paulo,
      Temos experiência com derivação lombar peritoneal sim. Usamos em situações de pseudotumor cerebral, neurocriptococose entre outros. Agende umaconsulta para que possamos conversar melhor!

    • Franz Onishi says:

      Costumamos usar valvulas de pressão ajustável, pois temos a possibilidade de programar a válvula conforme a evolução do paciente.

  1. julio trindade says:

    Bom dia… ja fiz trez instalcao de dvp em 2 anos mas tive serias complicacoes. Rompimento do peritonio com perfuracao do intestino. Miningeti. E mal funcinamento do sistema.minha pressao craneana e de 85 a 107 . Atualmente estou sem valvula por infecao. Mas nao aguento maiis de dor. Estou perdendo a visao . Trato com a equipe do dr. Eberval do hc e b. Portuguesa mas so posso fazer nova cirurgia apos a mininge acabar mas nao aguento .mais me ajude .. julio

    • Franz Onishi says:

      Olá Julio, deve realmente melhorar primeiro o quadro de infecção para que possa ser instalada uma nova válvula. Hoje existem válvulas cujo cateter apresenta impregnação com antibiótico de liberação lenta, que diminui as chances de infecção.

  2. Monique Lirgiê says:

    Boa noite. A minha última válvula aos 7 anos de idade. Estou com 27 anos e sinto dores musculares que percorrem todo o caminho da válvula. O meu médico disse que há um alto índice de infecção na tentativa de emendá-la ou trocá-la. O recomendado é que eu mantenha o meu peso adequado.

  3. julio trindade says:

    Boa noite …. conforme relato anterior estou aguardando melhora meningite para instalação dvp mas minha dor muito forte me receitaram oxocodona de 20 m de 8/8 h faz muito mal meus rins dói muito além deste uso tramela 100 6/6 h dimox d 250 de 8/8 lasix de 12/12 … retiro LRC semanal com manometria … teria algum outro medicamentos ou tratamento para P.I.C elevada com medidas acima dos 85 … já chegou até 110. Fonte da coleta .. laboratório espina França SP.. . Aguardo resposta é muito obrigado . Julio

  4. Carlos Alberto says:

    Bom dia meu tio tem DVP e agora está com somente % da audição do lado direito e com perda total do lado Esquedro, gostaria de saber se mesmo com a DVP ele pode fazer uma cirurgia de implante coclear ?

    • Franz Onishi says:

      Em princípio pode – somente deve comunicar a neurocirurgião pois alguns exames como ressonÂncia podem alterar programação de alguns tipos de válvula

  5. Victor dos Santos Souza says:

    Boa noite, aos 7 meses de idade minha filha colocou dvp para drenar mega formação cistítica na fossa posterior. Decorridos 34 meses após a DVP foi realizado procedimento cirúrgico abdominal para retirar divertículo, foi observado que o cateter distal havia se desconectado da válvula e estava solto no abdome, então foi retirado. Após exame de imagem foi observada hidrocefalia, então colocada mais uma válvula. O tratamento fisioterápico denominado therasuit (normalmente realizado de forma intensiva, por 4 semanas, por 3 horas diárias consecutivas) pode contribuir ou causar o rompimento do cateter?

    • Franz Onishi says:

      Não conheço muito bem este therasuit, mas posso dizer que geralmente as conexões não costumam desfazer com muita facilidade, a não ser após anos com crescimento da criança.

  6. Leonardo de Oliveira Aves says:

    Dr Franz bom dia,
    meu nome e Leonardo de Oliveira Alves,eu tenho uma filha de 20 anos que sofreu um acidente de transito(atropelamento)e teve que fazer a craniotomia do lado esquerdo,e ela depois do acidente teve hidrocefalia,estamos no momento com uma DVE para dreno do lico,mais antes ela já tinha colocado a DVP(foi retirada devido a infecções)a pergunta e o seguinte:
    a necessidade de fazer a cranioplastia antes de colocar a DVP buscando a equalização da pressão craniano uniforme, para se ter uma drenagem melhor.
    desde já agradeço.

    • Franz Onishi says:

      Olá Leonardo,
      Geralmente quando temos a craniectomia e a hidrocefalia, a área cerebral fica entumecida, e a cranioplastia fica difícil de ser realizada. O habitual é tratar a hidrocefalia primeiramente para diminuir a tensão da área da craniectomia, ela costuma até ficar bem afundada depois disto, e somente após a DVP, indicamos a cranioplastia.

  7. ezequiel negreiros says:

    Dr Franz bom dia .
    uso DVP sem válvula a 8 anos , devido á um trauma ( acidente de transito )
    EXISTE UM PRAZO PARA USAR O APARELHO ?
    ou já está na hora de tirar ( sinto as vezes algums incômodos )
    aguardo a resposta / obrigado !

    • Franz Onishi says:

      Ola
      Deve se basear principalmente em sintomas Ezequiel. A necessidade ou não de realizaçõa de exames está associada a sintomas como dor de cabeça, náuseas, febre entre outros.

  8. Stephanie says:

    Boa noite Dr. Franz, meu noivo foi submetido a uma cirurgia no cerebro por conta de um tumor, isso em 2010, e na época colocou uma DVP, só que agora ele começou a ter dores abdominais proximas a derivação e um medico viu que ele está com uma infecção. Ele irá procurar seu neuro para fazer a retirada. Minha dúvida é se esse procedimento para retirada é muito complexo?

    • Franz Onishi says:

      Pode ser complexo Stephanie.
      Se ele precisar da válvula, pode ser que tenha que ficar com uma derivação temporária.
      Pergunte ao médico se não há possibilidade de realização de endoscopia cerebral, este tipo de procedimento livra o paciente do uso de válvulas.
      Qualquer dúvida estamos a disposição

      Ligue (11) 3565-0595

  9. Narlete says:

    Olá, doutor. Foi colocada uma DVP logo após meu nascimento, há 27 anos atrás apenas como prevenção da Hidrocefalia. De uns três anos pra cá, venho sentindo fortes e constantes dores na trajetória da válvula. Principalmente na região da cabeça. Corro maior risco em retirá-la devido ao tempo em que ela está instalada no meu corpo?. Desde já, obrigada.

    • Franz Onishi says:

      Olá Narlete, dificilmente indicamos retirada de uma válvula – pode estar aderida a estruturas importantes, pode gerar hemorragia devastadora durante a cirurgia. Só retiraríamos a válvula talvez se conseguissemos fazer uma endoscopia cerebral, demonstrando que nada está aderido a ela.

  10. Gleiciane says:

    Bom dia, meu filho usa a valvula Dvo desde os cinco meses de vida, devido a uma infeccao hospital que causou a meningite por bacteira klebissiela… hoje ele esta com doze anos e nunca teve nenhuma complicacao gracas a Deus.
    Mas estou ficando preocupada por que tem dias que na regiao do pescoco fica alto, parecendo uma ingua.
    Entao gostaria de saber se isso e preocupante e que pode ser alguma alteracao na valvula?

    • Franz Onishi says:

      POde ser sim alteração na válvula. Deve procurar um especialista e eventualmente pedir exames para verificar se não está fazendo coleção em torno da válvula

  11. Leandro says:

    Tenho uma válvula dvp, estava com muitas dores de cabeça devido a ser uma válvula antiga que so faz puxar o liquido do cérebro…. Meu médico fechou com um ponto na mangueira pra ver se iria aliviar as minhas dores e aliviou ele mim disse que teria que tirar a válvula. .. Teria algum risco??? Essa válvula pode estar colada??? Aguardo uma resposta desde já agradeço a atenção. ..

    • Franz Onishi says:

      Ola Leandro, a valvula pode estar colada sim, as vezes nao recomendamos sua retirada por estar grudada em algum vaso da cabeça e poder gerar alguma hemorragia

  12. Elaine says:

    Olá,
    Meu pai (de 82 anos) teve uma dvp colocada a um mês e apesar de tudo ter corrido muito bem ele vem sentindo dor abdominal desde o procedimento. Isso é normal? Obrigada.

    • Franz Onishi says:

      Dor pouca é normal sim, mas com 1 mes a dor geralmente nao incomoda tanto. Deve avisar o medico que o operou e informar se esta tendo outros sintomas como vomitos, dificuldade com a evacuacao, febre etc

  13. Lais Ferreira says:

    Olá Dr.. Minha mãe veio com quadros constantes de abcessos cerebrais desde Janeiro/2015… Foi submetida a craniotomia por duas vezes, uma em janeiro e outra em maio, ficando com hemorragia cerebral, e hidrocefalia!
    Após ficou com quadro de desorientação e rebaixamento do nível de consciência, por isso colocou a válvula de DVP… Existe um tempo para diminuir
    os sintomas(Agitação e Desorientação)? Ou para que a válvula possa diminuir o liquor excessivo? Aguardo Contato! Obrigada

    • Franz Onishi says:

      Ola Lais, estes sintomas como agitacao e desorientacao infelizmente podem persistir como uma espécie de sequela neurológica. Mas existem medicamentos, principalmente para a agitação que podem ajudar.

  14. Elaine Brito says:

    Olá! Meu filho usa válvula DVP desde o nascimento e afora aos 6 anos fez a troca por a válvula ter parado de funcionar. Hoje tem 8 dias da cirurgia ter ocorrido e ele me relatou que está enxergando turvo no olho esquerdo. Será que está perdendo a visão?

    • Franz Onishi says:

      Ola Elaine, deve reportar este achado ao medico que o operou e provavelmente deve fazer alguns exames para checar se esta tudo ok. indicaria tomografia e se ele cooperar campimetria visual e avaliação com oftalmologista

  15. Davi says:

    Olá
    Passei por essa cirurgia com a colocação da DVP à 6anos atrás, a região abaixo do abdomen vem apresentando um volume muito notável, com bastante volume mas sem apresentar nenhuma dor. Gostaria de saber se devo me preocupar? se deveria procurar meu medico para saber o que seria isto. O que seria isto? Muito preocupado e venho pedir sua ajuda, agredeço muito mesmo se puder tirar esta minha duvida :/ . Desde já agradeço .

    • Franz Onishi says:

      Ola Davi, deve fazer exame sim para observar este abaulamento – geralmente um ultra-som ja ajudaria, mas se puder fazer tomografia de abdome melhor. existem cistos (pseudocistos) que podem se formar na extremidade peritoneal da DVP

  16. Raisa knupp says:

    Dr. Boa noite. Faz alguns dias que minha filha de 4 anos trocou a válvula. Gostaria de saber se é normal ficar bem vermelhinho no corte da barriga, o da cabeça esta normal mas o da barriga não.

    • Franz Onishi says:

      Voce deve ter a DVP há muito tempo correto? Infelizmente em alguns casos ocorrem aderências do cateter no tecido subcutâneo e alguns pacientes acabam relatando dores quando movimentam muito. Deve procurar seu médico para averiguar se a válvula esta funcionando bem, e se estiver geralmente trata-se com analgésicos comuns

  17. Tayane Martins Silva says:

    Boa tarde Dr. Franz. Tenho uma válvula intracraniana devido a meningite seguida de hidrocefalia que tive com 20 dias de idade. Já passei por 5 cirurgias desde então para troca da válvula e fazem 16 anos que permaneço com a que foi colocada na última cirurgia. Fazem mais ou menos uns 2 anos que venho sentindo fortes dores na região da cicatriz dela. Fui em 2 neurologistas, já realizaram vários exames e não encontram nada de anormal nela. De uns tempos para cá venho notando que do lado direito (onde a válvula está localizada), quando começam as dores sinto também dores no pescoço. Essas dores podem ser de origem nervosa ou muscular? Porque tem horas que estou sem dor nenhuma e começa a doer sem motivo aparente. O que o senhor acha que poderia fazer para que melhorassem? Tomo remédios que me ajudam a fazer com que melhorem, porém hoje já tomei eles e ainda continua doendo.

    • Franz Onishi says:

      Primeiro temos que ver se estas dores relacionam-se com a DVP ou não Tayane. Outras coisas que podem gerar dor são coluna cervical, muscular, articulação tempero-mandibular. Precisaríamos examinar com maior detalhe para fazer este diagnóstico

  18. Caio Cesar says:

    Boa noite Dr. Franz, a minha noiva quando tinha 14 anos foi descoberto um tumor e com a retirada passou a ter hidrocefalia, foi colocada uma válvula DPV, ocorre que em um período de 6 anos ela já trocou a válvula umas 2 vezes, inclusive a ultima troca ocorreu a pouco mais de 1 ano, e neste momento ela passará por outra intervenção com a troca da válvula, considerando que já está apresentando falhas no funcionamento correto, e eu gostaria de saber se existe um motivo para que em algumas pessoas essa obstrução ocorra com mais frequência? é possível que as válvulas utilizadas sejam de baixa qualidade?

    • Franz Onishi says:

      Ola Caio – sua mensagem estava no antispam – bom as valvulas tambem apresentam especificações que tornam algumas delas superiores as outras – algumas toleram concentração de proteínas mais altas, outras possuem mecanismo de regulagem de pressão, outras fluxo contínuo. Mas existem fatores associados ao paciente também.

  19. Andreia says:

    Boa noite, Dr Franz.
    Ah, minha filha precisou usar uma DVP quando estava fazendo quimioterapia e radioterapia. Já se passaram dez anos , graças a Deus… O Dr acha que a t necessidade de continuar usando?! Na época eles falaram que era por causa da rádio com a químico que era esperado por isso . Por favor me de uma luz, pois ela hoje é a adolecente, é acho que ela fica com vergonha .

    • Franz Onishi says:

      Andreia, não vale a pena retirar a DVP mesmo que ela não esteja dependendo dela. Em caso de haver algum tipo de sintoma e for necessário revisão, pode associar-se ao procedimento endoscopia cerebral, para tornar a pessoa livre de válvulas

    • Franz Onishi says:

      A regulagem depende do tipo de válvula, a maioria das válvulas programáveis tem mecanismo de regulação com peça móvel magnetizada (imã) e leitor de pressão para averiguação.

  20. Izadora says:

    Boa tarde, Dr.!
    Minha sogra fez a cirurgia para colocação da válvula há 07 dias e agora começou a ter alunicacoes, falar coisas desconexas. Ela não apresentava tais sintomas antes da cirurgia. Pode ser alguma complicação?
    Desde já agradeço.

    • Franz Onishi says:

      Ola Izadora, pode ser complicação sim, mas idosos podem ter respostas diversas a cirurgia e medicamentos. Faria uma tomografia de crânio para descartar algum problema relacionado a cirurgia. Se ok devemos procurar outras causas de desorientação

  21. Jacqueline de Araújo Ponte says:

    De. Franz tenho uma neta que aos 2 anos teve um câncer cerebral! Removeu o tumor fez quimio mas ficou com a DVP. Hoje ela está com 6 anos e teve que já por cinco vezes se submeter a cirurgia por obstruções! Não da válvula mas dos cateteres! Desta última vez o medico disse que é como se estivesse rejeitando o liquor, não está sendo absorvido e formando pseudo sisto! Muda-se o cateter do lugar? Neste caso o que se faz? Pode ser feito uma neuro endoscopia mesmo ela tendo feito quimio? Estamos perdidos! Ajude-nos!

  22. Jacqueline de Araújo Ponte says:

    Outro detalhe a válvula dela é a SOPHYSA media pressão! Estamos precisando de sugestões!!!!!!!! O que fazer? Alguma outra opção de válvula ou procedimentos?

    • Franz Onishi says:

      Existem hoje em dia válvulas de pressão variável que podem auxiliar evitando revisões de valvula por hiperdrenagem ou outros problemas. A propria sophysa fabrica um tipo de valvula de pressão ajustável chamada Polaris.

      • Jacqueline de Araújo Ponte says:

        Estas válvulas ajustáveis em caso de dilatação do ventrículo por obstrução em um dos cateteres, aumentaria-se a pressão e haveria a desobstrução sem se precisar de uma intervenção cirúrgica invasiva?

        • Franz Onishi says:

          Na verdade as válvulas programáveis não impedem a obstrução. Elas podem ser reguladas evitando a hiperdrenagem ou pouca drenagem de liquor, aumentando ou diminuindo-se a vazão de liquor com um programador magnético.

  23. Jacqueline de Araújo Ponte says:

    De. Franz tenho uma neta que aos 2 anos teve um câncer cerebral! Removeu o tumor! Fez quimio mas ficou com a DVP. Hoje ela está com 6 anos e já por cinco vezes se submeteu a cirurgias por obstruções! Não da válvula mas dos cateteres! Desta última vez o médico disse que é como se o organismo dela estivesse rejeitando o liquor, o mesmo não está sendo absorvido e formando psedo cisto na ponta do cateter distal impedindo a drenagem! Neste caso muda-se o cateter de lugar? Faz-se o quê? Pode ser feito uma ventriculostomia mesmo ela tendo feito quimioterapia? Há contra indicação da ventriculostomia para quem fez quimioterapia? Por favor ajude-nos! Estamos perdidos! (Repeti a pergunta pois o email tinha ido errado)

    • Franz Onishi says:

      Ola Jacqueline
      Na verdade a indicação de ventriculostomia é dada pelo tipo de hidrocefalia apresentada – nos casos obstrutivos temos boa resposta com ventriculostomia endoscopica. Nos casos de hidrocefalia comunicante, é indicado a DVP. O cateter pode ser mudado de posição, de loja (abdome, torax, atrio do coração…). Mas é claro que a cada revisão o caso vai ficando mais complexo.

  24. Jacqueline de Araújo Ponte says:

    Desculpe- me a insistência mas a hidroencefalia da minha neta iniciou-se pelo tumor ependimoma epitelial que foi removido, depois quimio! Neste caso é considerado ainda uma hidroencefalia obstrutiva? Poderia ser feito a ventriculostomia? Pois o médico que consultamos disse que a contra indicação para esse procedimento era o fato dela ter feito quimioterapia! Ela é uma criança linda, perfeita, inteligente está se alfabetizando, faz natação tudo que uma criança saudável faz! O problema tem sido as obstruções frequentes! A ventriculostomia a nosso ver seria a solução ideal! O sr. acha viável? Existe mesmo contra indicação por causa da quimioterapia?

    • Franz Onishi says:

      Ola Jacqueline
      De maneira geral, a ventriculostomia pode livrar a criança da válvula, mas se o médico está dizendo que não é recomendada é por que provavelmente é uma hidrocefalia do tipo comunicante.

  25. Clayton says:

    Olá, Boa noite! Minha filha está com 7 meses e antes dela completar 1 mês teve que implantar uma válvula dvp aos três meses ela não estava funcionando 100% e a trocaram e agora na barriguinha dela apareceu um lombinho que vai até a altura do pescoço . Isso é normal?

  26. Diego dos aantos says:

    Dr.
    Tenho uma dvp a dez anos, tenho apresentado tontura, dor abdominal e ainda caimbras na perna esquerda e uma dor estranha do lado contrario ao dvp.
    O que faço?

    • Franz Onishi says:

      OLá Diego
      Não sei se todos sintomas apresentados são decorrentes da DVP. a tontura e dor abdominal podem estar associadas sim. A primeira coisa é avaliar com exames de imagem se a DVP encontra-se com bom funcionamento – aconselho procurar seu médico para que passe por uma avaliação clínica para averiguar as possíveis origens destes sintomas

  27. Regina Celia says:

    Boa tarde!
    Gostaria de saber quais os primeiros socorros quando a criança que possui a válvula DVP leva uma queda e bate a cabeça. Recebi uma criança que convive com a válvula e na ficha de identificação a mãe ´pontua que a não pode bater a cabeça.
    Tem algum procedimento específico? Podemos colocar gelo?
    Obrigada!

    • Franz Onishi says:

      Olá Regina, traumas em crianças com DVP devem ser investigadas com exames de imagem, pois tem maior incidência de hemorragias cerebrais por possuirem a DVP. é claro de traumas de menor monta não precisam ser investigados.

  28. Jacqueline de Araújo Ponte says:

    Oi Dr. Franz! Estou aqui para agradecer suas respostas que para mim foram de suma importância e para lhe dar um retorno. Marcamos uma consulta com o Dr. Samuel Tau Zymberg, acho que o sr. o conhece! Ele avaliou os exames da minha neta e disse que para ela era indicado a ventriculostomia! Resolvemos que vamos fazer! Estamos nos preparando para isso. Será no Hospital Santa Catarina!?

  29. Eduardo Genari says:

    Bom dia Dr.
    Minha mãe teve avc hemorrágico e outro isquêmico após clipagem de aneurisma em maio desse ano, ficou internada por 04 meses e quase 03 meses em casa.
    No dia 16/11/2015 foi internada por causa de muita sonolência e inchaço no lado direito do cérebro (onde está sem calota), os médicos estão avaliando o quadro clinico para fazer a (DVP), como ela tem uma bactéria (KPC) e já fez 05 cirurgias de maio/2015 para cá, minha pergunta é a seguinte.
    Devo insistir em colocar a Válvula com regulagem por Imã e pressão? Ou devo deixar por conta dos médicos escolherem marca e modelo?
    Estou visando evitar novas cirurgias por problemas de pouca ou muita drenagem e não ter opção de regulagem sem cirurgia, poderia me ajudar a esclarecer?

    • Franz Onishi says:

      Olá Eduardo
      Especificamente no caso de sua mãe tentaria optar por válvula de pressão ajustável. Nestes casos de craniectomia pode haver hiperdrenagem gerando complicações – a possibilidade de regulagem ajudaria a achar o regime de pressão ideal para ela.

  30. mariana says:

    dr.boa tarde !
    Tenho uma filha com hidrocefalia, colocou a dvp com 30 dias de vida.
    Graças a Deus não houve nenhuma cirurgia após isso, ela esta hoje com seis anos, na escola, não toma nenhum tipo de medicação ..
    O neurocirurgião disse esta tudo bem, que a valvula foi aderida ao corpinho dela.
    Existe casos em que a dvp não precise ser trocada ? Poderá crescer com ela ?
    Ou em algum momento precisa ser trocada por questão de tamanho por exemplo ?

    Esta duvida é constante em nossa familia !!
    Muito obrigada.

    • Franz Onishi says:

      Ola MAriana

      Algumas questões sobre DVP – deve ser trocada apenas quando existem sintomas – dor de cabeça, sonolência, vômitos etc… Em algumas situações, o cateter da barriga pode ficar curto – neste caso pode ser que necessite de revisão, mas cada caso deve ser avaliado individualmente

  31. Gisselia b. says:

    Olá Dr. Gostaria de saber o que acontece se a válvula dvp rompe, pq meu marido tem a 15 anos e agora rompeu na altura do pescoço e estou muito apreensiva quanto a isso. É pra ajudar ainda o restante da sonda foi parar em baixo da bexiga.

    • Franz Onishi says:

      Ola Gisselia. OCorrem que em alguns casos o cateter rompe mas o trajeto permanece. O que deve contar para a necessidade de uma revisão cirúrgica ou não é a presença de sintomas como dores de cabeça, vômitos, sonolência ETC

  32. Francisca Amãncio says:

    Boa tarde Dr Franz. Tenho uma filha de 40 anos que é dependente química desde os 20 anos e a sete anos atráz faz uso constante de álcool e crack. Há um mês atráz ela foi encontrada desacordada e após 3 dias acordou com quadro de confusão intensa em um hospital da zona leste. Após 9 dias de internação sem ter sido feito nhenhum exame deram alta para casa com encaminhamento para o CAPS. Devido à alta confusão mental levei ela pro CRATOD. Após uma semana levaram ela pra SANTA CASA onde através de exames (tomografias,angiografia e ressonãncia)foi diágnosticados vários AVCS e ANEURISMAS. Foi feito cirurgia e colocado a PIC e como ela apresentou muita agitação segundo os médicos ea PIC ficou sem função foi necesssário retirá-la. Após 2 dias colocaram o DVP. Ela continua mesmo após a cirurgia ea colocação do DVP com alta confusão mental, reconhece algumas pessoas, repetitiva e pedindo a droga e o alcool. Diante deste quadro clínico é possível ela ser internada em uma clínica para dependência química ou uma clínica psiquiátrica? Haverá melhora deste quadro de confusão mental? Por favor Dr Franz me oriente, pois tenho 61 anos e cuido de 4 filhos que foram abandonados por ela e não tenho condiçoes de manter uma rotina diária com ela nesse estado. Agradeço sua atenção que Deus o abençoe grandemente. Aguardo sua resposta.

    • Franz Onishi says:

      Ola Francisca. O quadro dela pode ser decorrente da hidrocefalia ou pode ser por outras lesoes cerebrais decorrentes do uso de substancias ilicitas. Infelizmente nao existe meio para dizer se vai haver melhora do quadro ou tentar quantificar o quanto vai melhorar – somente o tempo podera dizer. Ela pode sim ser internada em clinicas psiquiatricas para cuidar de seu problema de adicao.

  33. Marcelo Bacanieski Pereira says:

    Dr Bom dia, tenho um irmão que tem 26 anos foi teve diagnostico de craniofaringioma, antes de fazer a ressecção do tumor ele foi passado dvp, após 47 dias de internação ele recebeu alta, uma semana após começou a sentir dores no abdomem levei ele no hospital onde foi avaliada pela equipe de neurocirurgia e disseram que a válvula estava ok, suspeitaram de apendicite ele então passou por exames de raio x , ultrassom e tomo, e passou por uma nova cirurgia para retirada da apêndice, recebeu alta, após dois dias em casa apresentou dores para respirar voltou para o hospital foi diagnosticado derrame pleural, a cirurgia geral acha que é liquido proveniente da dvp que subiu para a pleura, estou como o laudo da tomo de torax na analise consta a seguinte informação derrame pleural bilateral volumoso a direita e menor a esquerda com atelectasia passiva. Nota-se coleção subfrenica perihepatica de aspecto encistado a direita, associado a DVP com extremidade de permeio, podendo ter associação como o derrame pleural, neste caso o Sr acha que a causa do derrame pleural é por conta do liquido drenado para o peritoneo neste momento ele está internado recebendo antibióticos,
    obrigado.

    • Franz Onishi says:

      Dificil falar viu, creio mais que pode ter havido alguma injuria durante a cirurgia com o passador metalico, do que uma comunicacao do abdome com o torax – geralmente esta comunicacao nao ocorre.

  34. sandra says:

    Bom dia Dr.Franz.meu filho tem 7 meses e tem hidrocefalia.Dia 07/12/15 fez cirurgia pra colocar a valvula(dvp).De uns dias pra cá percebi que em volta da valvula tem o acúmulo de algo q parece ser líquido..quando ele chora o local fica inchado..isso é normal?

    • Franz Onishi says:

      Olá Sandra
      POde não ser normal – este acumulo de liquido pode ser sinal de disfuncão da válvula – deve observar outros sinais de disfunção como choro excessivo, sonolÊncia, vômitos – e observar o crescimento do perímetro cefálico – Procure um profissional para que examine melhor seu filho.

  35. Patricia says:

    Boa tarde Dr,
    minha mãe tem DVP à direita e cranieactomia à esquerda. A válvula é comprimível e se enche novamente em segundos. O médico falou que se houver suspeita de obstrução podemos fazer a compressão pra verificar se a válvula se enche novamente. Hoje fizemos isso umas 4 vezes seguidas, só para verificar, é ela se encheu novamente na mesma hora. Será que corro o risco de ter feito uma hiperdrenagem? A paciente está assintomática, mas referiu pouca dor de cabeça depois de termos feito essa ” drenagem” . Imagino que não tenha acontecido nada de mal, não é? Obrigada.

    • Franz Onishi says:

      Nao Patricia, nao deve ter ocorrido nada. Apesar de haver uma camara que pode ajudar a interpretar o funcionamento da Valvula, nao recomendamos fazer isso. E com a craniectomia a esquerda, existe uma variacao muito grande e complacencia da caixa craniana.

  36. Lêda Corrêa Silva says:

    Boa tarde Dr. Franz
    Em junho de 2012 após vários AVC’s Isquêmicos minha mãe passou por uma cirurgia pra colocar uma Válvula de Hidrocefalia – DVP. Há alguns dias atrás ao dar o banho matinal percebemos um volume aumentado no seio direito por onde passa a cânula da válvula, parecendo que a mesma está retorcida ou dobrada. Concluímos ser a cânula por conta do formato que encontramos ao apalpar seu seio. Muito estranho, é possível isso acontecer? Como proceder? Será necessário fazer a troca da válvula caso se confirme que o volume aparente no seu seio seja mesmo da Válvula de Hidrocefalia?

    • Franz Onishi says:

      Ola Leda
      Deve fazer um rx simples de torax/abdome e uma tomografia de cranio para observar se a valvula esta funcionando bem – nem sempre a troca se torna necessaria

  37. Rosemeire Oliveira Cruz says:

    Boa tarde Doutor, meu pai tem 78 anos e provavelmente terá que realizar o procedimento DVP (colocação de válvula) devido a Hidrocefalia de pressão normal, estou muito preocupada pois tenho visto muitos relatos que a colocação desta válvula causa infeções. Gostaria de saber o motivo da decorrência de de tantas infecções , se isso é normal , se essa cirurgia é segura e se tem outras opções. Muito obrigada!

    • Franz Onishi says:

      Deve escolher um profissional habilitado, um bom hospital, fazer os exames pre-operatorios adequadamente e observar as orientacoes de cuidados com incisao cirurgica apos a cirurgia – fazendo-se tudo isso a chance de infeccao torna-se muito pequena

  38. Priscila says:

    Boa noite Dr. Minha filha de 04 anos teve que trocar a válvula (dvp) devido uma infecção, tem 08 dias da cirurgia e hoje começou a reclamar de dores na barriga no local da válvula o que pode ser?

    • Franz Onishi says:

      Um pouco de dores é normal Priscila – fique atenta a vomitos, sonolencia, sinais de inflamacao no local do corte e elevacao da ferida.

    • Franz Onishi says:

      Discordo desta afirmacao rose – muitas pessoas, diria a voce, a grande maioria nao tem complicacoes – Acontece que elas podem ocorrer como infeccao, entupimento, hiperdrenagem. Quando podemos indicar, podemos recorrer tambem a endoscopia cerebral que evita uso de valvulas

  39. Nilaine de souza lima says:

    Bom dia.
    Dr. Minha mae tem um.cisto aracnoide e hidrocefalia.
    Ela operou a primeira vez para colocar a valvula. Foi um corte de orelha a orelha.
    Depois de seis meses descobrimos atraves de um exame que a valcula nao foi colocada.
    Depois de muita discussao com os medicos.
    Passaram se dois anos. E os sintomas continuavam.
    Resolveram operae novamente. Agora colocaram a valvula.
    Porem com.uma semana ela passou mal .. sentimos como se tivesse saido do lugar.. no colo dela ficou alto e nao.aguentava de dor.
    Ppr todomo.decorrer da.valvula estava vermelho e alto e com muita dor. No.corte da barriga ficou amarelado e inxado. Levei ao hospital.
    O medico disse que pode ser infeccao.
    E que iria retirar. Curar e infeccao e depois ver se colocarao dinovo.
    Ela corre risco de vida ? Se colocaram a valvula faz uma semana .. como vao tirar agora e ela ficar sem? Se ja vimos que ela nao vive sem.
    Essa infeccao e perigosa? Estou aflita!

    • Franz Onishi says:

      Nilaine – é um caso que pela descricao me parece infeccao sim – muitos fatores determinam a gravidade do quadro – o tipo de bacteria associada a infeccao, se tem ventriculite ou nao (depende da coleta de liquor)

      • Gabriela Godoy Gabriela Godoy says:

        Olá, DR. Tenho hidro desde pequena, troquei a penas uma vez, e estou com a dvp a mais ou menos 17 anos, sem nenhuma troca mais. Não faço uso de medicamentos, e a única sequela que tive foi a deficiência visual. Não sinto nenhum destes sintomas, e faço consultas com o médico anualmente. Porém, minha mãe veio a falecer, e não sabemos a causa da hidrocefalia, e não conseguimos achar o prontuário no hospital, talvez porque faz muito tempo que fiz a sirurgia lá. Mas a minha maior preocupação no momento é que na minha última consulta, viram que a que a dvp está curta, e acham necessário a troca por prevenção, porém fui em um outro médico, para uma segunda opinião, e ele disse que no momento não é necessário intervenção cirúrgica, ambos me disseram que a sirurgia é de baixo risco, mas que pode ter sangramentos e infexões. Eu queria muito saber se realmente é necessário a troca, ou se dar a penas para emendar, já que mesmo curta ela está funcionando. Ela está curta e um pouco torta.

        • Franz Onishi says:

          minha opinião pessoal – existem pessoas que pensam diferente

          Mesmo que o cateter esteja curto, o pertuito que foi feito para conectar o cranio ao abdome as vezes esta patente – neste caso poderia permanecer tranquilamente da maneira que está.

          No seu caso indicaria cirurgia somente se fosse um tipo especifico de hidrocefalia (obstrutiva) que pudesse ser tratada com 3o ventriculostomia endoscópica, o que a deixaria livre da válvula.

  40. Carlos Mateus says:

    Boa tarde, dr. Meu filho de 7 anos colocou uma dvp faz 3 dias. Ele está tendo alguns episódios de vomito desde ontem. Devo procurar um médico ou eh normal no pos operatório ?

    • Franz Onishi says:

      Ola Carlos, por motivo do antispam algumas mensagens não tem chegado a mim, peço desculpas. Mas vamos lá – se os vômitos forem eventuais sem estar associados a fortes dores de cabeça, sonolência – é normal.

  41. Tathiane says:

    Dr minha pergunta tem 6 meses que minha mãe colocou a válvula e sente dor na barriga sempre .. Além de ter feito uma cirurgia para retirada de um cisto epimoide.. Após apareceu hematomA foi feito a cirurgia para retirada e hj o médico pede acompanhamento do hematoma subdural que esta 6 cm . .. O hematoma subdural existe medicamentos para absorver o sangue e normal essa dor na barriga?

  42. Nadir Leandro de Souza says:

    Prezado Dr Franz

    Minha Mãe tem 87 anos e vem apresentando um quadro de confusão mental, alucinações e e demencia e depois de algum tempo passou tb apresentar incontinência urinária esporádica.. após a realização de exame de Tomografia e ressonancia passou-se avaliar a possibilidade de a mesma estar com Hidrocefalia de Pressão Normal, pois somou-se aos sintomas a alteração de marcha de forma brusca e constante. O medico neurocirurgiao apontou a cirurgia para implantar a válvula coma única alternativa de melhora, sendo q a melhora, de acordo com o medico, seria apenas para os movimentos (voltar a locomover-se) e nao nos demais sintomas.. Diante disso gostaria de saber se compensa fazer a cirurgia???
    Estive pesquisando sobre essa questão e afirna-se q a melhora ocorre em todos os aspectos.. Isso tem fundamento?
    Aguardo sua manifestação… estou com muitas dúvidas qto aos resultados da cirurgia..
    Agradeço
    Nadir

    • Franz Onishi says:

      Olá Nadir
      As valvulas no tratamento da hidrocefalia de pressão normal podem tratar todos sintomas atribuiveis a hidrocefalia – realmente o ponto que temos melhor resultado é na locomoção, e o resultado menos expressivo na parte cognitiva. Mas como trata-se de uma causa com possível tratamento, quando o TAP test tem resposta de melhora, devemos considerar sim a cirurgia, caso organismo de modo geral esteja bem.

  43. Gabriela Godoy Gabriela Godoy says:

    Olá, DR. Obrigada por me responder, mas um dos DR que passei me disse que se ficar curto e não fizer a sirurgia pode encurtar mais e ir parar no pulmão, e causar uma coisa pior, ou até mesmo parar de funcionar e me deixar encoma, isso procede? Minha válvola está um pouco abaixo do estômago. Para ser sincera morro de medo de ter que fazer a sirurgia, porque já faz muito tempo que estou com ela. E o médico também disse que com ela curta eu não posso engravidar, porque é muito arriscado. Realmente é arriscado engravidar com ela curta? Tem mesmo perigo da válvola encurtar mais e me dar problema?

    • Franz Onishi says:

      Ola Gabriela, mais uma vez ressalto que no local onde fiz a formação não se mexe em válvula sem que haja sintoma que justifique, a não ser que seja possível deixar livre de válvula fazendo uma neuroendoscopia. Risco na gravidez, com ou sem a válvula será uma gestação de risco e deve ser acompanhada como tal. Se quiser agende uma consulta presencial para que possa opinar melhor (11) 3565-0595 estamos em São paulo capital

  44. Maytê says:

    Dr. boa noite! Meu tio de 64 anos foi diagnosticado com hidrocefalia e fez a colocação da DVA.. Foi para o quarto e pegou uma infecção que durou mais de 30 dias, todos eles na UTI, e nenhum antibiótico tratava. Foi piorando tanto que parou de conversar e entrou no respirador.Os médicos optaram por aplicar antibiótico direto no crânio e conseguiram conter a infecção e enfim colocaram a DVP. Após essa cirurgia ele acorda e dorme, sendo que, nas horas que está acordado não esboça nenhuma reação. Já retiraram a traqueostomia e ele está na semi intensiva. Porque será que ele não reage? Será que Ficou alguma sequela da cirurgia ou da infecção? Estamos aflitos. Obrigada desde já.

    • Franz Onishi says:

      Olá Mayte
      Difícil falar sem conhecer o caso de perto – mas se não reage algum grau de lesão do sistema nervoso deve ter sofrido. Estamos a disposição caso necessite de uma segunda opinião – (11) 3565-0595

  45. Walter Gonçalves de Moraes Jr. says:

    Olá bom dia! meu nome é Walter e meu filho de 2 anos e nove meses, nasceu com mielo e hidrocefalia, no dia 23/12/15 ele passou pela sua 3ª troca de válvula! aparentemente estava tudo ocorrendo bem, mas de uns 02 dias atras o local onde está localizado a válvula, está inchado, e a impressão que tenho é que o licor está se localizando ali!, ele começou a reclamar também de dor de cabeça e leva a mão até o local da válvula. Já levamos ele ao hospital onde ele operou, fez uma nova tomografia, a qual não apresentou nenhuma irregularidade! e a resposta dos médicos é que isso é normal! Mas visivelmente não está normal…

    • Franz Onishi says:

      Walter, se a tomografia está ok, a valvula deve estar funcionando – as vezes o liquor coleta na loja da valvula, mas geralmente quando está tendo disfunção

  46. Daniela says:

    Olá boa noite dr , gostaria de saber em relação à dvp , meu filho tem três meses de vida , e por conta de uma meningite que ele pegou e veio ainda por um abcesso , teve começo de hidrocefalia , e agora estão pensando em por a dvp pra não chegar a ter hidrocefalia , mais estão preocupado porque a glicose do licor vem sempre baixa , doutor ele já estar tomando antibiótico a 2 meses e ainda tá dando baixo a glicose , gostaria de saber o motivo ?! De estar acontecendo isso ! E gostaria também de saber se com a dvp vive normal , se pode viajar andar de avião , ir a praia , banco e dentre outras coisas ? Sei que parece boba essas pergunta mais não sei se ele podera viver assim normal

    • Franz Onishi says:

      Ola Daniela, estas infecções são muito complicadas – a glicose baixa ainda é sinal de infecção. Dificil avaliar sem ver o caso como um todo, mas deve ter paciencia

  47. maryana says:

    Bom dia DR. Sou Maryana, e queria saber sobre o cateter quando ele fica curto é necessário trocar, ou existe a possibilidade de só acrescentar emendando?

    • Franz Onishi says:

      Pode-se emendar sim maryana, existem prolongadores de cateter abdominal – em caso de haver bom posicionamento do cateter do crânio, esta cirurgia costuma ser mais simples

    • Franz Onishi says:

      Ola Maryana, só ficar duro na verdade não gera muito problema desde que esteja drenando bem. A prolongação do cateter é possivel sim, mas se for cateter muito antigo pode ser que não aceite o conector, pois pode esfarelar o cateter

  48. leandro borges da silva says:

    Ola doutor, bom dia. Dr ha 4 anos fiz uma cirurgia ultra craneana com implantação de um cateter dvp
    Graças a deus estou bem .mas unica coisa que me incomoda é uma dor na bechiga onde ta instalado a ponta do cateter dvp
    Oque pode ser doutor

  49. Martha amorim says:

    Meu filho usa válvula dvp desde seis meses i
    O hj c 11anos. Neurologista di
    A que não é mais dependente da válvula. Quer retirar. É aconselhável?

  50. ariana says:

    Boa tarde,
    Dr. Minha sobrinha tem um tumor no cérebro desde os 6 anos de idade, e foi colocado nela uma válvula DVP, agora ela já está com 15 anos. Esses dias ela passou muito mal e precisou retirar a válvula dvp e coloca uma nova… Só que dessa vez os médicos fizeram 4 cortes, dois grandes na cabeça, um no pescoço e um do outro lado da barriga. O que eu quero saber é se realmente seria necessário essas cirurgias? e porque eles no fizeram apenas dois como na primeira vez?

    • Franz Onishi says:

      Ariana, dificil de avaliar sem ve-la – as vezes houve fratura de cateter ou havia muita adesão, o que impediu de fazer apenas 2 cortes

  51. elisangela says:

    boa tarde dr, minha filha de 4 anos está para colocar a válvula devido um cisto aracnóide que descobrimos a 2 meses, gostaria de saber seé segura essa cirurgia pois como mãe ainda tenho medo e dúvidas se tomei a decisão certa. o cisto me 9,3 8,5. cm e 5 cm espessura. ela passou a ter arritmia, taquicardia e oscilações na temperatura será que é devido ao cisto? estamos p marcar a cirurgia para início de maio. o dr escolheu uma válvula com pressão baixa é boa esse tipo de válvula? obrigada

    • Franz Onishi says:

      Ola Elisangela – alguns cistos podem ser tratados com válvula – outros podem ser tratados com endoscopia ou mesmo microcirurgia – somente analisando as imagens poderia tecer algum comentário mais aprofundado

  52. Liniker says:

    Oi doiitor meu sogro passou pelo processo de DVP depois de jm acidente maia antea ele ja tinha feito outra cirurgia porque perdeu massa cefália e teve afundamento da calota . Entao faz 10 dias que meu sogro fez a cirurgia pra drenar a agua mais ele vem reclamando de muita dor na nuca e no alto da cabeça e diz que quando eata deitado alivia a dor mais se estiver sentado ou em pé a dor é constante . Ele eata tomando Hidealazinq Toragesic e Fenitoina. Quero saber se é normal essas dores?

  53. Elaine Costa says:

    Dr. Minha mãe tem 62 anos. Usou dvp durante 26 anos por causa de uma hidrocefalia. Em dez/2015 deu uma infecção tratamos e o neutro disse que ela não precisava mais da válvula ai retirou. No momento da cirurgia houve rompimento de uma veia e uma pequena hemorragia. Ela fez duas tomografias e a hemorragia ficou tranquila o médico disse que o ventrículo não aumentou e está tranquilo que nao precisa mais de valvula. Hj faz 25 dias da cirurgia ela já está em casa porem notamos qud ela esta mto esquecida. Sera algo da falta da valvula ou da idade?

    • Franz Onishi says:

      Ola Elaine, dificil falar sem analisar o caso, mas na minha experiencia dificil uma pessoa que ficou com valvula por periodo de 26 anos conseguir ficar depois sem a valvula.

  54. Vanderleia f m santos says:

    Ola,Dr coloquei a dvp em 2007 esses últimos dias tenho sentindo dormência no rosto,visão turva e a sensação que minha cabeca,ouvidos entupidos o que faço? Outra coisa se minha válvula tiver com mal funcionamento e arriscado trocar

    • Franz Onishi says:

      Ola VAnderleia. Deve procurar um profissional para te examinar e provavelmente pedir novos exames. A revisão acaba sendo um procedimento relativamente comum – não é raro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>